(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES


Os benefícios do fertilizante orgânico nas culturas de cana-de-açúcar

Utilizado no cultivo de cana-de-açucar, o fertilizante orgânico composto vem ganhando espaço e contribuindo com melhorias significativas nos resultados dessa cultura, aumentando a rentabilidade e minimizando as consequências da aplicação de substâncias químicas nos plantios. Ele pode ser obtido através do processo de compostagem e é comumente utilizado para fornecer nutrientes ao solo e contribuir para o melhor desenvolvimento das plantações, sem aditivos químicos.

Na Europa, especialmente na Itália, já é amplamente utilizado pelos produtores de alimentos orgânicos e no Brasil a demanda por fertilizantes de base orgânica tem crescido nos últimos anos, em virtude da grande oferta de resíduos agroindustriais e de produção. A economia na cadeia produtiva da cana-de-açucar, a partir do uso de um fertilizante orgânico composto classe D é perceptível por conta de diversos fatores, entre eles:


Baixa Salinidade
Possui poucos sais quando comparado com os fertilizantes minerais. Isso significa que mesmo se forem aplicadas taxas elevadas do fertilizante orgânico nas plantações, não haverá prejuízo às plantas devido à salinização do solo.

Maior aproveitamento
Os nutrientes por serem oriundos de fonte orgânica são distribuídos lentamente às plantas, promovendo maior liberação de nutrientes durante o ciclo da cultura, além de serem menos suscetível a permeabilidade nos lençóis freáticos. Com isso, o fertilizante permanece mais tempo no solo, evitando perdas por lixiviação.

Alimento para o solo
O produto possibilita o desenvolvimento de microorganismos benéficos, o que aumenta ainda mais a qualidade das condições físicas e químicas do solo. A aplicação é indicada para todos os tipos de solos drenados e pode ser feita por meio de máquinas distribuidoras de calcário.

Mais nutritivo
É necessário mais do que nitrogênio, fósforo e potássio para nutrir a planta com adubo orgânico, que também contém cálcio, enxofre, magnésio e micronutrientes como ferro, cobre e zinco.

Além de todos estes aspectos favoráveis citados acima, optar pela adubação com o fertilizante orgânico composto traz outro grande benefício: o Fertilizante Orgânico Composto Sanefértil, por exemplo, é produzido a partir de lodos orgânicos, dentre outros resíduos industriais e agroindustriais recebidos e tratados na planta de compostagem da Tera Ambiental. Dessa forma, materiais que seriam enviados para aterros sanitários são aproveitados e reciclados, representando uma alternativa favorável para a agricultura e ao meio ambiente.

Este tipo de fertilizante é encontrado em formatos diversos: A granel, farelados, granulados ou na forma líquida. Em todas as situações, é necessário seguir a recomendação de um engenheiro agrônomo ou técnico habilitado, inclusive pela necessidade nutricional e dosagens, que variam para cada tipo de espécie vegetal.

-------------------
Sobre a Tera Ambiental:
A Tera Ambiental é uma empresa especializada no tratamento biológico de efluentes e compostagem de resíduos orgânicos localizada no município de Jundiaí-SP. Atendendo clientes dos mais variados setores, atua também com o aprimoramento da qualidade dos fertilizantes orgânicos SaneFértil, resultante do processo da compostagem.