(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES

Novos implementos agrícolas completam as soluções da Case IH


Case IH complementa seus sistemas produtivos com novos implementos para cana, café e biomassa

A maior feira da América Latina, que acontece em Ribeirão Preto-SP, receberá grandes novidades da Case IH. Entre os destaques estão os implementos para os segmentos de cana, café, grãos e biomassa. Todos serão apresentados no estande da marca durante os cinco dias de feira.


Com os implementos, as máquinas serão ainda mais produtivas e dinâmicas, possibilitando aos produtores potencializarem os seus lucros. Além disso, todos os implementos têm Finame e poderão ser financiados inclusive pelo Banco CNH Industrial, o banco da fábrica, uma facilidade a mais para o agricultor.

A novidade é possível por meio de uma parceria da Case IH com a TMA e DRIA, marcas tradicionais no desenvolvimento e na produção de implementos para máquinas agrícolas. Com os lançamentos, a Case IH consolida-se como uma marca que entrega soluções completas para o homem do campo, com produtos que atendem as expectativas do plantio até a colheita.

Sistemas integrados cana: A Case IH já é reconhecida no segmento sucroenergético porque possui a premiada colhedora de cana, da série A8800 Multi Row, com um exclusivo e patenteado sistema de divisores de linha, que tem como característica a flexibilidade de atender à colheita em diferentes espaçamentos. Agora a marca lança implementos para atender de forma mais completa os clientes do setor, como a plantadora automatizada PTX7010. Todo o controle de fertilizante e fungicida é feito por equipamentos eletrônicos, em um único painel dentro da cabine. É uma plantadora de alta performance que opera, inclusive, com piloto automático e câmeras de controle, agora com regulagem de sulco para diferentes tipos de plantios, de 0,90 cm até 1,5 m.

Além da plantadora – destaque da marca – serão lançados os transbordos VTX 21000 e VTX 10000, o cultivador dupla ação hard 6x4 e o sulcador de duas linhas, que pode ser usado pelo produtor que ainda não possui plantio mecanizado de cana. Ele abre o solo e distribui o fertilizante, deixando o sulco pronto para receber a cana.

Sistemas integrados café: Reconhecida pela tradição em tecnologia para colheita mecanizada de café, com as colhedoras Coffee Express 100 e 200, a marca apresenta também ao mercado o Reboke Coffee 5000 com função multiuso, a Driaton 1600, implemento mais conhecido como trincha, que serve tanto para capina quanto para incorporar restos de cultura ao solo e que também pode ser usada na fruticultura, e a Fertmax Coffee 2500 com esteira de 80cm.

Sistema integrado grãos: O transbordo de grãos VTG 20000, implemento multifuncional usado no plantio para distribuir adubo, e na colheita para receber os grãos, também faz parte dos lançamentos da marca. Tem a opção da bica direcional para sementes e fertilizantes.Além da grande capacidade, de 20.000 a 26.000 kg, a operação em conjunto com a colhedora de grãos permite menor tempo de ciclo do carregamento dos caminhões –cerca de 1,5 minuto. Devido ao sistema basculante de descarga, o implemento maximiza o ciclo de operação da colheita em cerca de 25% e, principalmente, garante uma melhor qualidade dos grãos em função da redução de atrito na transferência da carga. Perfeito para a linha de colheitadeiras Axial-Flow.

Sistema integrado Biomassa: Uma das mais importantes atividades na agricultura moderna para o setor canavieiro, o recolhimento de palha para a cogeração de energia, vem transformando o cotidiano da cultura de cana-de-açúcar. Através da parceria, a Case IH apresenta ao mercado o aleirador de palhas DAL e a carreta acumuladora de fardos CAF, a única carreta 100% nacional. O implemento tem capacidade de transportar até 40 fardos por hora, o equivalente a cerca de 20 toneladas.

As etapas completas de recolhimento de palha se iniciam com o aleirador, no qual o equipamento faz a junção do material no solo, passam pelas enfardadeiras que produzem fardos de alta densidade e, em seguida, pela carreta acumuladora, que realiza a tarefa do recolhimento da matéria prima para o processamento final na usina.