(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES

John Deere apresenta soluções para o mercado sucroalcooleiro


Lançamentos reduzem em até 8% o consumo de combustível

De acordo com dados divulgados recentemente pela Conab, a produção de cana atingirá 655 milhões de toneladas na safra 2015/16 no país, 3,1% a mais do que na anterior. Desse volume, 593 milhões serão colhidos na região centro-sul.

Para potencializar esses resultados, o uso da mecanização vem sendo inserido de modo irreversível, e essa mudança de perfil faz com que as colheitas nas lavouras de cana-de-açúcar se tornem mais eficientes. Redução do tempo de realização de determinadas tarefas, maior qualidade de mão-de-obra empregada e da força de trabalho residente na propriedade são algumas características dessa tendência. São Paulo, principal estado produtor desta cultura, por exemplo, já possui 84% da área com colheita mecanizada.

Na Agrishow, a John Deere apresenta a melhor soluçãoem colheita para o mercado sucroalcooleiro, com o lançamento das colhedoras CH570 e CH670. O Econoflow, que traz melhorias nos sistemas de alimentação, limpeza e hidráulico, reduz o consumo de combustível em até 8%, o que representa menor emissão de carbono e redução dos impactos ambientais, além de melhorar a limpeza da cana colhida.


“Quando pensamos em mecanização estamos melhorando o processo, isso de maneira geral e não apenas na cana-de-açúcar, em qualquer cultivo. Mas, no caso da cana, dois pontos importantes devem ser levados em consideração. O primeiro, redução de custos. Esse é o mais relevante para os usineiros e os produtores de cana-de-açúcar; e o segundo, a qualidade da operação”, afirma Marco Ripoli, gerente de Marketing Estratégico para cana-de-açúcar da John Deere Brasil.

Ainda contemplando o setor de cana, a John Deere apresenta pela primeira vez ao público de Ribeirão Preto o trator 6205J, que além de diversas outras operações, exerce papel importante para o trabalho canavieirocomo nas operações de transbordo de cana, pois seu chassi integral evita esforços na tração e torção no conjunto motor/transmissão. Seu assento com suspensão a ar fornece mais conforto em longas jornadas de trabalho e apresenta a opção de piloto automático que garante menos consumo de insumo e menor desgaste. Outro ponto fundamental do produto é a manutenção facilitada, pois os filtros e pontos de inspeção foram projetados para ficar ao alcance do operador. Seu motor com injeção eletrônica possibilita maior reserva de torque e economia de combustível.

O pulverizador 4730 versão canavieira, que garante a aplicação correta dos produtos com tecnologia e precisão diferenciadas, maior estabilidade de barras, menor raio de giro do mercado e alta produtividade através do motor agrícola John Deere, completa o portfólio de produtos oferecidos para o segmento canavieiro.

Em tecnologia de bordo, as Soluções em Gerenciamento de Frota da Auteq – uma empresa John Deere – também estarão expostas para apresentar o que há de mais moderno em solução de gestão inteligente de frotas com total automação.Já para o treinamento dos operadores, a John Deere traz o Simulador para Colhedora de cana, com lições que reproduzem as mesmas situações encontradas a campo e avaliações finais completas, para formar operadores mais preparados e seguros, contribuindo assim com a formação de mão-de-obra qualificada.

Completando o portfolio dedicado ao mercado sucroalcooleiro a John Deere apresenta sua linha de produtos GreenSystem, uma linha de produtos complementares para melhor atender as necessidades dos nossos clientes com uma solução integrada de equipamentos. Para plantio, a marca GreenSystem oferece as plantadoras de cana PC2102, nas opções com e sem cabine e a distribuidora de cana DC1102.

Para preparo do solo, o PS2001, que realiza 4 operações em uma única passagem e a nova linha de grades para tratores de ate 335cv.
Além da linha agrícola a John Deere apresenta na sua área dedicada a este segmento algumas opções de máquinas pesadas de construção, como motoniveladoras e pás carregadeiras, bastante utilizadas em operações dentro das usinas na parte industrial e conservação de solo e estradas.