(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
 SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES

Scania e Clariant desenvolvem projeto pioneiro de sustentabilidade


• Única fabricante a oferecer caminhões pesados movidos ao biocombustível, Scania consolida a primeira venda do modelo na América Latina 
• Veículos irão operar dentro da unidade da Clariant em Suzano (SP) 
• Cada caminhão contribui com menos 92% de emissão de CO2

São Paulo, 17 de dezembro de 2015 - A Clariant, uma das líderes mundiais em especialidades químicas, e a Scania, um dos principais fabricantes globais de veículos pesados e motores industriais e marítimos, desenvolveram em conjunto projeto inédito para uma opção mais econômica e sustentável para o mercado de transporte de cargas: a utilização de três caminhões movidos a etanol nas operações industriais da Clariant em Suzano (SP). 

Com a utilização de um aditivo exclusivo fornecido pela Clariant, os caminhões do modelo Scania P 270 4x2 são capazes de reduzir em 92% a emissão de poluentes em comparação a veículos similares a diesel. Em linha com o plano de priorizar a sustentabilidade em seus negócios, a companhia química já adquiriu os três modelos para serem utilizados em suas operações. A venda foi realizada pela Casa Scania Codema (SP). 

"Somos parceiros da Scania na busca por soluções mais sustentáveis. O caminhão a etanol foi a tecnologia escolhida por estar alinhada com um dos nossos pilares estratégicos - Criar Valor com a Sustentabilidade", afirma Manfred Schwarz, Diretor de Operações da unidade de negócios Industrial & Consumer Specialties da Clariant para a América Latina. "Com estes caminhões, trabalharemos diretamente na redução de emissões de gases de efeito estufa, para o qual temos objetivos claramente definidos". 

"A Clariant faz história com esta escolha. Estamos muito satisfeitos que a Clariant tenha reconhecido o potencial do caminhão a etanol. Acreditamos que esta venda se reflita em novas oportunidades para o mercado brasileiro", diz Mathias Carlbaum, Diretor-geral da Scania no Brasil. "A Scania prima pela sustentabilidade, por isso, tem foco em melhor eficiência energética com economia de combustível e redução de CO2. O caminhão a etanol é uma solução para empresas comprometidas em diminuir os impactos ambientais de suas operações de transporte".  

Operação de 35 mil movimentações por ano 
Os três caminhões a etanol Scania P 270 4x2 operam na fábrica da Clariant em Suzano (SP). Os Ecotrucks, como foram chamados na empresa, realizam o carregamento de isotanques, com capacidade para 25 mil litros de produtos químicos, levando-os até a frota rodoviária de caminhões que parte para as entregas nos clientes. Os três Scania P 270 trabalham 24 horas divididos em quatro turnos nos sete dias da semana. 

Nesse processo, cada um deverá fazer pouco mais de 11 mil movimentações por ano, ou seja, quase 35 mil ao todo levando em conta os três veículos. "Optamos por utilizar a frota Scania a etanol substituindo os caminhões a diesel que faziam essa função. Tendo em vista a quantidade de movimentações e as distâncias percorridas diariamente, nossa expectativa é uma redução anual considerável de emissões. Temos certeza que esta operação pioneira com combustível renovável será um sucesso", completa Schwarz. 

Aditivos para etanol combustível fornecidos pela Clariant 
O etanol combustível ED95 utilizado pelos caminhões da Scania possuem em sua composição o aditivo Master Batch ED 95, produzido pela Clariant no Brasil. A produção local foi fundamental para a viabilidade do projeto otimizando custos e logística. O aditivo permite que motores desenhados para consumir diesel utilizem etanol hidratado ajustando as características do combustível às necessidades do motor para obter um bom funcionamento do veículo. 

História do etanol para veículos comerciais no Brasil 
Já reconhecida como provedora de soluções a etanol na Europa, a Scania anunciou em 2007 o início dos testes com ônibus movidos com o combustível no Brasil. Após um período de demonstrações em São Paulo, foram anunciadas as primeiras vendas de ônibus a etanol da história do país. A Viação Metropolitana, atual MobiBrasil, comprou 50 unidades e a Tupi Transportes adquiriu 10 veículos, para operação pública urbana. Em outubro de 2011, durante a Fenatran (Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga), a Scania lançou o primeiro caminhão a etanol da América Latina. 

Mundialmente, a Scania é provedora de soluções sustentáveis e oferece combustíveis alternativos como biogás, gás natural, gás liquefeito, biodiesel, bioetanol, híbrido diesel e eletricidade, híbrido com ultracapacitor, híbrido etanol com bateria e híbrido Euro 6 diesel e biodiesel. No Brasil, além do etanol, a marca oferece chassi para trólebus e recentemente iniciou demonstrações com um ônibus movido a biometano/GNV. 

------------------- 
Sobre a Clariant: A Clariant é uma das líderes globais em especialidades químicas, com sede em Muttenz, próximo a Basel/Suíça. Em 31 de dezembro de 2014, a companhia empregava 17.003 colaboradores. No ano fiscal de 2014, a Clariant registrou vendas de CHF 6,116 bilhões com seus negócios em operação. A empresa reporta seus resultados em quatro áreas de negócios: Care Chemicals, Catalysis & Energy, Natural Resources, Plastics & Coatings. A estratégia corporativa da Clariant baseia-se em cinco pilares: aumento da lucratividade, reposicionamento do portfólio, criação de valor com sustentabilidade, inovação e P&D, e intensificação do crescimento. 

Para mais informações sobre a Clariant acesse: www.clariant.com 

------------------- 
Sobre a Scania: A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Com 42 mil colaboradores, a Scania está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2014, a receita líquida da Scania alcançou 92,05 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 6 bilhões de coroas suecas.