(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
 SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES

Vermeer: conhecimento compartilhado 

Mais de duzentas pessoas passaram pela sede da Vermeer, em valinhos (SP), em dois dias de palestras e discuções

Aconteceu em Valinhos (SP) nos dias 10 e 11 de março o Mundo Vermeer. Um workshop que tratou das principais áreas nas quais a empresa atua no Brasil como: Fenação e Silagem, Infraestrutura Subterrânea, Escavação Especializada e Meio Ambiente. 


Para discutir sobre os temas e apresentar novas possibilidades de mercado a Vermeer Brasil chamou dezenas de especialistas para apresentar casos de sucesso. “Nós tivemos uma agenda um pouco diferente do normal. Nossa intenção foi juntar pessoas do mercado, prestadores de serviço, professores, engenheiros, para termos um bate-papo sobre a conjuntura atual, onde todos nós participamos”, afirma Steve Heap, vice presidente da Vermeer. 

A Vermeer é conhecida por desenvolver equipamentos que tornam fáceis, tarefas que são aparentemente complexas. Essa filosofia foi instituída pelo fundador da empresa, Gary Vermeer: “Encontre uma necessidade. Satisfaça essa necessidade com um produto construído para durar. E simplesmente construa da melhor forma”. Foi assim que em 1971 ele inventou a primeira enfardadeira de grandes fardos redondos. O equipamento revolucionou a maneira com que o feno era empacotado e ainda hoje a invenção é reverenciada como uma das mais importantes do segmento agrícola. 

A Vermeer é fornecedora de máquinas, mas na verdade a gente se considera uma fornecedora de soluções. Então, acreditamos que esse bate-papo sobre os próximos meses, com especialistas, é mais uma solução que a Vermeer oferece”, completa o vice presidente da empresa. Mais de 20 profissionais divididos por áreas, experts nos temas em que atuam, contaram sobre suas experiências e deram exemplos criativos de como vencer adversidades.