(***)  TEXTO PRODUZIDO PELO FORNECEDOR DO SISTEMA SUCROENERGÉTICO
 SEM A INGERÊNCIA DO JORNALISMO DA REVISTA OPINIÕES

Teste comprova que desempenho das telas especiais Veco gera economia


O estudo realizado pela empresa mostrou que a troca da tela standard pela tela especial VecoFlux pode gerar uma economia de até R$ 190 mil no ano/safra

Piracicaba, maio de 2016 - A Veco, empresa do Grupo SPGPrints e maior fabricante mundial de telas de alta qualidade para uso em centrífugas contínuas, realizou no final de 2015 um teste comparativo de desempenho entre suas telas especiais e telas standard em uma usina do interior de São Paulo. Os resultados foram expressivos na relação custo/benefício do produto. O uso da VecoFlux na produção de açúcar para 1,6 milhão de toneladas de matéria-prima geraria uma economia de R$ 190 mil para a fábrica durante o ano/safra. 

Nesse resultado, a relação custo/benefício para a usina usando a VecoFlux foram inegáveis. A economia gerada na recuperação da fábrica durante o teste garante, por exemplo, que a empresa adquira novas telas especiais para todas as centrífugas e ainda realize a manutenção necessária para a condução do processo de fabricação de açúcar durante o ano. 

De acordo com consultor Achiles Mollon, químico industrial com mais de 35 anos de atuação no mercado e proprietário da A2M Consultoria Laboratorial, que acompanhou os testes, uma economia dessa magnitude no processo da fabricação faz muita diferença, já que o setor sucroalcooleiro está operando com baixo fluxo de caixa há alguns anos e, às vezes, a manutenção de fábrica acaba sendo prejudicada. 

Segundo Paulo Ruffini, gerente da SPGPrints, os resultados confirmam a qualidade da VecoFlux e a importância na geração de economia no processo produtivo. “Nós temos telas especiais que podem garantir uma melhoria significativa no processo de produção e demonstramos isso no teste. O resultado é a eficiência da fábrica e a demonstração dos benefícios do nosso produto”, comemorou. 

Pelo tipo de construção e pelo processo que tem a patente da SPGPrints, a tela especial VecoFlux tem uma eletroformação totalmente diferente da tela standard. “Com uma maior área aberta, resultado de sua construção estrutural que viabiliza maior número de furos na polegada linear, o produto garante escoamento eficiente do mel, retenção e produtividade de cristais de açúcar mais elevada, menor pureza do mel final, menor quebra de cristais de açúcar e redução de entupimentos durante o processo de centrifugação, gerando alta performance e economia no final do processo, como ficou comprovado no teste”, destacou Ruffini. 

Teste: A SPGPrints, realizou o teste entre os dias 21 de novembro e 25 de dezembro de 2015,  mas com algumas paradas de fábrica devido às chuvas registradas no período, resultando em 14 dias de avaliações. O objetivo foi comparar tecnicamente a VecoFlux com a tela standard, levando em consideração a qualidade no processo de fabricação de açúcar, a variação da pureza do mel final e o retorno financeiro apenas trocando a tela convencional pela tela especial. 

O teste foi feito em três centrífugas, duas com a tela standard e uma com a tela especial. “Quando nós fizemos o teste nós comparamos as telas em condições iguais. Nesse caso, elas eram novas. A matéria-prima usada no processo também foi igual para manter as mesmas condições de processo”, explicou Mollon, acrescentando que acompanhou a montagem das telas nas centrífugas. 

Para quantificar o resultado do teste chegando ao valor da economia gerada em Reais, Mollon usou como parâmetro a pureza do mel final. “Usei a fórmula da recuperação SJM – que se baseia na pureza do açúcar, na pureza do caldo e na pureza do mel, que tem como resultado quanto a fábrica está recuperando – e o balanço de ART (Açúcar Redutores Totais). Na metodologia determinei o brix e a polarização. Através desse cálculo cheguei na pureza. Esses números que vão entrar na recuperação da fábrica”, explicou. 

Segundo Mollon, não foi usada água na massa que alimentou as centrífugas e nem caldo. “A diferença de desempenho entre as telas durante as avaliações nos deu um delta 0,65, que é a recuperação SJM em favor da tela especial. Com isso, pudemos determinar a variação na quantidade de açúcar produzido. Com a tela especial durante o ano/safra poderiam ser produzidas 1.329 toneladas a mais do que com a tela standard”. 

Para chegar ao valor final em Reais da economia que o uso da tela especial geraria para a usina durante a safra, o consultor utilizou os dados de preços que o álcool e o açúcar tinham no mercado no dia 22 de janeiro. “Depois desse resultado, o ganho em Reais a mais na produção do açúcar, levando em consideração o delta de 0,65, seria de aproximadamente R$ 190 mil, ou seja, o incremento gerado na recuperação da fábrica. Então, numa safra para aquela condição do teste ganharíamos praticamente R$ 190 mil para a usina para 1,6 milhão de tonelada”, finalizou Mollon. 

No quadro abaixo a SPGPrints/Veco destaca a economia gerada em Reais de acordo com a tonelagem por ano/safra com o uso das telas VecoFlux:



Manutenção: Nos últimos anos, várias usinas fecharam as portas no Brasil, a maioria em São Paulo. O estado é responsável por mais da metade da produção nacional de cana-de-açúcar e o fechamento das usinas é reflexo da crise que o setor enfrenta há pelo menos seis anos. Apesar da recuperação dos preços tanto do açúcar quanto do álcool no mercado, a retomada do setor ainda pode demorar mais uns dois anos e esse cenário prejudica, principalmente, a manutenção da fábrica em todo o processo produtivo. 

Mollon explicou que algumas usinas já vêm com um problema muito grande de fluxo de caixa. “A perspectiva para os próximos dois anos não é boa, porque não têm investimentos. A manutenção que está sendo feita nos equipamentos é muito básica, principalmente nesse ano que a safra alongou e as usinas terminaram praticamente em dezembro e agora já começaram a moer em março. Então, a manutenção foi curta e feita somente nos equipamentos essenciais”. 

Segundo Ruffini, nos últimos dois anos, o preço do açúcar foi um dos mais baixos dos últimos dez anos. “Porém, o Brasil está produzindo menos, a Índia produzindo menos e o consumo tem aumentado. A demanda pode fazer parte de uma retomada de crescimento. Porém, os melhores resultados esperados para os próximos anos só irão acontecer quando os empresários atentarem para detalhes da linha de produção, como a manutenção frequente para melhora do desempenho da operação da usina”, argumentou Ruffini. 

Um dos pontos importantes dentro do processo de produção do açúcar está focado nas centrífugas contínuas. Sua manutenção, troca regular das telas, e a opção pelas telas especiais, são fatores para se chegar aos resultados positivos, como os demonstrados no estudo feito pela SPGPrints. A falta de trocas de telas, por exemplo, pode influenciar na perda de açúcar para o mel final. Essa perda pode ser o resultado das telas estarem com muito tempo de uso, com dilatação das aberturas da tela e desgaste. A troca não adequada das telas – mesmo as especiais que tem vida útil maior se comparada a standard – pode comprometer a performance de centrifugação e consequentemente causar grandes prejuízos na recuperação de fábrica. 

--------------
Sobre a Veco: A Veco, empresa do Grupo SPGPrints, é a criadora original e maior fabricante mundial de telas de alta qualidade em níquel eletroformado para uso em centrífugas contínuas, possuindo a maior variedade de telas existentes no mercado. Por ser especialista em galvanoplastia a Veco, além de uma tecnologia altamente confiável, possui um extenso programa de produtos de metal de precisão como as telas especiais. Com uma equipe especializada, a empresa trabalha constantemente para melhorar e expandir sua extensa linha de produtos.